Desfralde

Vamos falar de desfralde? Desde o começo li que era necessário respeitar o tempo da criança, que era uma habilidade que precisaria de aprendizado cognitivo e motor, como por exemplo o andar e principalmente, que a fralda não é tirada e sim deixada. E que tirar antes da hora pode trazer diversos prejuízos para essa pessoa em formação.


Quem deixa a fralda é a criança, não é o adulto que decide a hora que a criança vai parar de usar fraldas.

A criança apresenta alguns sinais, que nos levam a identificar que está na hora do desfralde, como por exemplo: pular com os dois pés, se incomodar com a fralda, pedir para trocar a fralda, ficar seco por longos períodos e entender o passado (fiz xixi), presente (estou fazendo) e principalmente o futuro (estou com vontade de fazer xixi)


E agora vou contar como aconteceu aqui em casa, de vez em quando fazia alguns testes com o Nicolas pra saber se ele estava pronto, dias de brincar com água deixava ele de sunga e explicava que quando tivesse vontade de fazer xixi pedisse pra ir no peniquinho, descobria que ainda não era a hora porque normalmente ele só percebia depois que já sentia o xixi escorrendo na perna e respeitava o tempo dele, ainda mais com a chegada do irmão não quis forçar nada.


Além do que, ele tinha um apego com a fralda, essa história de se incomodar com a fralda aqui não rolou, ele curtia usar a fralda e pedia por ela. Mas eu comecei a perceber que ele conseguia controlar, fazer xixi e cocô apenas quando quisesse e passei a perguntar um pouco mais do uso da cueca.


No começo passei a usá-la por cima da fralda, pra ele curtir a ideia de usá-la, até que um belo dia, voltamos do passeio e a fralda estava muito cheia, vazou. Já eram 18:00 e logo mais ele iria tomar banho, então perguntei se ao invés de colocar outra fralda poderíamos colocar uma cueca e ele aceitou. Ficou tranquilo e gostou de usar a cueca, toda vez que sentia vontade ia até o penico e fazia xixi lá.

No dia seguinte, ele me pediu novamente pela cueca no final do dia (isso era uma sexta) e ai eu combinei com ele que no dia seguinte, assim que acordássemos colocaríamos a cueca e ele ficaria com ela durante o dia (não sairíamos de casa, então se tivesse qualquer escape ou quisesse a fralda, não teria problema)


Ele acordou e assim fizemos, foram umas 8 horas até a soneca e um total de ZERO escapes, é isso, ele entendeu o processo e seu corpo estava pronto. Na soneca colocamos fralda. Quando ele acordou, ele mesmo tirou a fralda e colocou a cueca novamente.

No primeiro e segundo dia, ele teve dificuldade com o cocô, no primeiro dia ele foi fazer xixi e saiu cocô (ele estava de pé no mictório) e no dia seguinte ele tentava fazer na privada com redutor de assento, mas não conseguia. Depois disso, quando ele pediu pra fazer cocô falei pra ele fazer no penico, porque assim manteria seus pés apoiados e deu super certo, desde então já entendeu como funciona também. As sonecas também tem feito sem fralda, no segundo dia sem cueca, esquecemos de colocar e desde então tem ficado sem. Usa fralda apenas a noite, pra dormir.


Nicolas está com 3 anos e 4 meses e posso considerar que tivemos um desfralde leve e respeitando o tempo do nosso filho, como todo desfralde deveria acontecer.



O Troninho escolhido foi o da safety1st, FlexPotty 3 in 1, podemos usá-lo como penico, ou como degrau e redutor de assento.



  • Instagram
  • Facebook ícone social

© Copyright – 2018 Materhood.     Todos os direitos reservados.