Retorno das aulas presenciais

Hoje, após quase 11 meses em casa, teve escolinha para o Nicolas. Na verdade teve uma nova escola para o Nicolas. Infelizmente a escola que ele ia há quase 2 anos, não abriu turma para a idade dele e optamos por trocá-lo de escola ao invés de ficar mais um ano sem frequentar as aulas presenciais.


Todo esse tempo em casa foi intenso, nesse período passamos por final de gestação, criança cheia de energia em casa, recém nascido, puerpério, companheirismo entre irmãos, lidar com a busca por atenção dos dois, estar o tempo todo com algum filho, tentar trabalhar, estudar e fazer comida, renovação de carreira, reorganização de rotina (esse foram várias vezes que aconteceram), 11 meses que foram um misto de aí que delicia com socorro quero descer.


Sempre fui muito presente na vida do Nicolas, ele estudava meio período e nesse tempo trabalhava e fazia as coisas que precisava para depois estar livre para brincar e curti-lo. O que aconteceu foi que esse período pra fazer as minhas coisas, deixou de existir e estava tudo embolado, não tinha hora certa para trabalhar, estudar, ou fazer qualquer coisa. Adaptávamos a rotina e isso ajudava um pouco, ele me deixava trabalhar nos períodos que tinha combinado, mas aí o Arthur acordava e o trabalho ficava pra depois.


Definitivamente não foi fácil e por isso, sim, eu comemoro o retorno das aulas presenciais, ele precisa disso e eu também. O convívio com outras crianças faz tanta falta, um tempo pra mim também faz.


Será uma nova adaptação, após quase 1 ano colado na mamãe, voltaremos a passar um tempo separados, o primeiro dia foi bem mais tranquilo que imaginei, veremos como será o resto da semana, mas tenho certeza que mesmo que demore um pouco mais pra adaptar depois ele ficará bem e feliz em dividir suas brincadeiras com outras crianças.